CASA DN

2020 | SINTRA

Tendo em conta a área de construção disponível optou-se por criar um edifício compacto, concentrando ao máximo todos os espaços num único volume e eliminando todas as áreas de circulação desnecessárias. À massa deste volume foi sendo removida matéria de modo a criar um conjunto de pátios que assegurassem uma relação constante entre interior e exterior.

Para se conseguir uma volumetria mais uniforme, optou-se por uma cobertura lisa no mesmo tom da casa. Os pátios, parcialmente definidos com ripados, permitem alguma permeabilidade visual para o seu interior ao mesmo tempo que conferem privacidade aos seus utilizadores. Por sua vez, criam jogos de sombra e contrastes que vão alterando o edifício ao longo do dia.

No interior foram criadas zonas com duplo pé-direito tirando partido da orientação da inclinação da cobertura, procurando estabelecer relações entre os espaços distribuídos pelos dois pisos. Pretende-se que não seja clara a separação entre dois pisos a duas cotas distintas, mas que estes se relacionem entre si.

A implantação foi pensada de forma a permitir tirar o máximo partido da morfologia natural do terreno, para que o edifício se possa adaptar, não se impondo.

No piso térreo, as áreas exteriores dos pátios são extensões dos espaços interiores, aumentando a sua amplitude e convidando à sua utilização.

 

Ficha Técnica

Localização                            Sintra
Ano de projecto 2020
Conclusão da obra
Área de construção 160 m2
Arquitectura Marco Ligeiro
Colaboradores André Caetano, Gabriela Garcia, Luís Pereira, Andreia Lopes, Sofia Borges, João Pereira
Construção  –
Programa Moradia Unifamiliar
Serviços Projecto de Arquitectura
Fotografia  –